O futuro do Facebook e como a publicidade na rede será afetada

dripp

Mark Zuckerberg anunciou algumas mudanças na rede social que prometem transformar a experiência do usuário e a publicidade na rede.

 

O criador do Facebook está levando a sério sua resolução de inicio de ano, que promete corrigir os erros da rede social durante 2018. No dia 11 de janeiro, Mark Zuckerberg anunciou em sua página que o Facebook vai sofrer novas mudanças com o objetivo de proporcionar uma experiência mais positiva para os usuários.

A mudança será percebida no feed de notícias da plataforma. Ele deverá privilegiar posts de amigos e parentes e dar menos espaço para publicações de companhias, marcas e empresas. Ao longo das próximas semanas, os usuários verão menos vídeos virais e artigos compartilhados por organizações de mídia e negócios e mais fotos e textos publicados por amigos. O propósito anunciado é que o tempo na rede social seja “bem gasto” e mais “significativo”.

Isso impacta diretamente nas empresas que usam o Facebook como ferramenta de aproximação do cliente no modo orgânico.

Os anúncios pagos continuarão a ser apresentados, porém, as publicações que buscam engajamento sem patrocinar links terão bem menos visibilidade.

Zuckerberg ainda deixou claro que a tendência é de que os usuários passem menos tempo na rede, e, por isso, quer que tenham uma experiência qualificada.

Vale prever que o Instagram, sob comando de Zuckerberg desde 2012, não deve demorar muito para adotar a mesma política.

Confira o anúncio na íntegra:

Tradução:

Uma das nossas grandes áreas de foco para 2018 é garantir que o tempo que todos nós gastamos no facebook é tempo bem gasto.

Nós construímos o facebook para ajudar as pessoas a ficarem conectadas e nos aproximando com as pessoas que importam para nós. É por isso que sempre temos amigos e família no núcleo da experiência. A pesquisa mostra que o fortalecimento das nossas relações melhora o nosso bem-estar e felicidade.

Mas recentemente recebemos feedback da nossa comunidade que o conteúdo público — Publicações de empresas, marcas e meios de comunicação — está a exclusão os momentos pessoais que nos levam a ligar mais uns com os outros.

É fácil entender como viemos aqui. O vídeo e outros conteúdos públicos explodiram no facebook nos últimos anos. Uma vez que há mais conteúdo público do que publicações dos teus amigos e familiares, o saldo do que está no feed de notícias alterou-se da coisa mais importante que o facebook pode fazer — Ajuda-nos a ligar-nos uns aos outros.

Sentimos a responsabilidade de garantir que os nossos serviços não são apenas divertidos, mas também bons para o bem-estar das pessoas. Por isso, estudámos esta tendência cuidadosamente, olhando para a investigação académica e fazendo a nossa própria investigação com os principais especialistas nas universidades.

A pesquisa mostra que quando usamos redes sociais para se conectar com pessoas que nos importam, pode ser bom para o nosso bem-estar. Podemos sentir-nos mais conectados e menos solitários, e isso se relaciona com medidas de longo prazo de felicidade e saúde. Por outro lado, ler passivamente artigos ou ver vídeos — Mesmo que sejam divertidos ou informativos — Pode não ser tão bom.

Com base nisto, estamos a fazer uma grande mudança para a forma como construímos o facebook. Estou mudando o objetivo que eu dou às nossas equipes de produtos de se concentrar em ajudá-lo a encontrar conteúdo relevante para ajudá-lo a ter interações sociais mais significativas.

Começámos a fazer mudanças nesta direcção no ano passado, mas vai levar meses para este novo foco fazer o seu caminho através de todos os nossos produtos. As primeiras alterações que vais ver vão estar no feed de notícias, onde podes esperar ver mais dos teus amigos, familiares e grupos.

Ao rolar isto, você vai ver menos conteúdo público como publicações de empresas, marcas e mídia. E o conteúdo público que você vê mais será mantido ao mesmo padrão — deve incentivar interações significativas entre as pessoas.

Por exemplo, há muitas comunidades apertadas em torno de programas de TV e equipes esportivas. Já vimos pessoas interagirem muito mais em vídeos ao vivo do que os normais. Algumas notícias ajudam a iniciar conversas sobre questões importantes. Mas muitas vezes hoje, ver vídeo, ler notícias ou receber uma atualização da página é apenas uma experiência passiva.

Agora, quero ser claro: ao fazer estas mudanças, espero que o tempo que as pessoas gastam no Facebook e algumas medidas de envolvimento vão cair. Mas também espero que o tempo que você gasta no Facebook seja mais valioso. E se fazemos a coisa certa, creio que será bom para a nossa comunidade e para o nosso negócio a longo prazo.

No seu melhor, o Facebook sempre foi sobre conexões pessoais. Ao concentrar-se em aproximar as pessoas — Quer seja com a família e amigos, ou em torno de momentos importantes no mundo — Podemos ajudar a garantir que o Facebook é o tempo bem gasto.

Leia também:

Atualização no Facebook: Links lentos vão ficar para trás

Facebook para empresas: Ative AGORA o Instant Articles

Sobre
Dê um olá!

Entraremos em contato o mais breve possível ;)

Recarregar