Planejamento de Marketing em 6 etapas

dripp

Entenda de forma prática quais são as principais fases de um planejamento de marketing bem estruturado para sua empresa.

 

Você quer impulsionar suas vendas, melhorar a imagem da sua empresa e/ou ser reconhecido no mercado, maaaas não sabe por onde começar? Este artigo é para você!

O primeiro passo é estabelecer um caminho. Por isso, reunimos alguns pontos que devem ser considerados antes de começar qualquer ação de marketing. Isso vai deixar sua estratégia mais segura, e vai ajudar você e toda sua equipe a manter o foco.

Ainda, mapear seus objetivos e metas te permite identificar erros e acertos, mensurar seu retorno sobre investimento e, principalmente, encontrar oportunidades.

 

1 – [Planejamento de Marketing] Objetivo

Todo plano é baseado em um objetivo. Parece óbvio, mas muita gente erra nesse ponto. Alguns simplesmente esquecem de definir um objetivo, outros escolhem tantos objetivos que fica impossível ter um foco.

Você entende a importância disso?
Saiba onde quer chegar.

Seja realista com suas metas, identifique sua necessidade e estabeleça um objetivo principal.

  • Aumentar as vendas;
  • Ter reconhecimento do mercado;
  • Mudar o perfil do seu público;
  • Destacar determinado produto;
  • Ter mais sucesso no pós-venda;
  • Mais vendas online;
  • Mais vendas na loja física;
  • Mostrar o diferencial para o público;

São vários desafios, mas você deve eleger um como principal e os demais como secundários.

 

2 – [Planejamento de Marketing] Público Alvo e Personas

Também parece óbvio, mas conhecer o público e dialogar com ele de forma efetiva é fundamental para o sucesso. É por isso que o marketing digital atua com base nas personas.

As personas são amostras do seu público alvo que representam seu real cliente. Na prática, você e sua equipe vão idealizar uma ou mais personas considerando nome, idade, sexo, profissão, salário, hábitos, lazer, família, moradia, entre outros. Então, seu marketing será direcionado para esta persona, o seu cliente ideal, de modo que a comunicação seja assertiva.

Por que tudo isso?

A internet proporcionou algo que transformou a relação das pessoas com produtos e interesses. Sem barreira física, pessoas de todo mundo com interesses bem específicos podem alcançar conteúdos, serviços e produtos como nunca antes na história do consumo. Você quer que pessoas que se identificam com a sua marca te encontrem, certo?

Por isso, esqueça a comunicação para massas. Lembre-se que atrás do celular ou computador, há uma pessoa real – com sentimentos, opinião, história de vida, desafios e sonhos – e se você conseguir tocá-la, com certeza terá mais um cliente fiel.

 

3 – [Planejamento de Marketing] Jornada de Compra

A melhor forma de proporcionar uma experiência de compra incrível para o seu cliente é conhecer exatamente qual caminho ele percorre até decidir pagar por seu produto/serviço. Por isso, quando você começar o seu planejamento de marketing considere todas as etapas pelas quais seu cliente vai passar, e garanta que estão bem “amarradas”, para que você esteja presente até o fechamento da venda.

Então, coloque no papel a jornada de compra do seu cliente. Do primeiro contato ao pós-venda, estabeleça como será a abordagem em cada fase. Veja quais ferramentas serão necessárias para isso e, mapeando esta jornada, será muito mais fácil identificar oportunidades de melhoria no seu processo de venda.

 

4 – [Planejamento de Marketing] Estrutura Interna e Mix de Marketing

Avalie bem o que você está oferecendo e se você é capaz de atender o cliente com excelência. Isso é fundamental, pois, não é incomum que o departamento de marketing tenha dificuldades para fazer uma promoção por descontentamento do público.

Com isso em mente, consideramos o Mix de Marketing, uma das partes mais importantes do seu planejamento. Com ele, você define as variáveis e ferramentas que vão integrar o seu planejamento de marketing. Ele é composto por:

  • Produto/Serviço – O que você está oferecendo e qual a experiência você quer propor ao público;
  • Preço – É competitivo? Tem valor agregado? Você realmente está incluindo todos os custos (de matéria prima a publicidade) nele?;
  • Promoção – Quais vantagens exclusivas você vai oferecer para impulsionar a venda;
  • Praça – Quais serão os canais que vão fazer com que o público tenha contato com a sua marca;
  • Pessoas – Seu time está preparado? Ele tem conhecimento técnico e ferramentas necessárias para atender o cliente?;
  • Processo – Como será a rotina da sua equipe para que o planejamento esteja em prática;

 

5 – [Planejamento de Marketing] Orçamento

Nessa altura do campeonato você já sabe suas necessidades, objetivos e desafios, porém, é importante definir o investimento.

Uma dúvida comum (principalmente de quem nunca teve uma estratégia de marketing) é: “Quanto investir para começar?”. Mas não há um valor absoluto que funcione para todo mundo. Isso realmente varia de empresa para empresa.

  • Com base no objetivo;
  • Com base nas ferramentas necessárias para alcançar o objetivo;
  • Com base no tempo estimado para alcançar os resultados.

Recursos limitados são uma realidade para o empreendedor brasileiro, por isso, planejar e fazer um investimento consciente e inteligente é fundamental para aproveitar ao máximo cada centavo depositado em seu marketing.

Tenha em mente que quanto mais “tímido” seu orçamento, mais tempo você vai levar para alcançar o objetivo. Por isso, avalie com carinho o investimento necessário para seu sucesso.

 

6 – [Planejamento de Marketing] Métricas

Finalmente, antes que começar qualquer ação e antes de investir no seu marketing, inclua no seu planejamento como seus resultados serão medidos.

Quando se trata de marketing digital, uma vantagem bem grande com relação aos meios offline de publicidade e propaganda é o controle de métricas. Praticamente tudo feito na internet é possível transformar em dados. Por isso, relatórios de redes sociais, Google Analytics, Google Adwords, e-commerce e qualquer outra ferramenta que você usar como canal de comunicação com o público será seu aliado nesta tarefa.  

São muitos números mesmo, mas lembre-se: suas métricas são baseadas no seu objetivo. Mantenha o foco em seu objetivo, para não se perder em tantos dados. Tenha uma rotina de relatórios e análises, para constantes melhorias. Apenas com esse controle, você vai identificar erros e acertos das suas campanhas.

 

Erros e acertos

O marketing digital é baseado em erros e acertos. Ferramentas e recursos para o ambiente online estão em constante mudança, bem como a interação do público com as plataformas.

Por isso, saiba que suas ações de marketing também estarão em constante mudança, pois sempre haverão formas de melhorar sua performance e conquistar cada vez mais vendas.

 

💫Esperamos que esse artigo te ajude a entender melhor por onde começar para fazer seu planejamento de marketing. Pintou alguma dúvida? Deixe um comentário ou nos envie uma mensagem. Conte com a Dripp! Entre em contato.

Sobre
Dê um olá!

Entraremos em contato o mais breve possível ;)

Recarregar